Salinidade do Ambiente Marinho

Nos oceanos e mares acumularam-se sais, produto de bilhões de anos de ação erosiva das águas sobre os solos e rochas. Estes sais, juntamente com compostos orgânicos - resultantes da morte e decomposição de seres vivos - e gases - como O2, N2 e CO2 - estão dissolvidos no meio líquido, num percentual de 3.5%. Como 92.5% dos oceanos é de H20, o restante são materiais dissolvidos, inclusive compostos orgânicos que se acumulam e devastam a vida marinha. Atualmente, os detritos e poluentes orgânicos e inorgânicos jogados nos rios e mares facilitam a quebra do equilíbrio de populações, tanto da flora como da fauna aquática, seja ela de água doce ou salgada.

Os sais  correspondem à maioria dos elementos em disssolução no meio marinho e estão relacionados com a propriedade da água denominada salinidade. Tradicionalmente, a salinidade é medida em partes por mil (o/oo ), ou seja, é medida a quantidade de sal por litro de água. Hoje, com a possibilidade de se medir a salinidade pela condutividade de uma amostra de água em comparação com uma medida-padrão, a salinidade passou a não ter mais unidades. Mas, para nosso entendimento atual, ficaremos ainda com a medida "parte por mil" (o/oo ).

Nessa medida, a água dos oceanos da Terra tem uma salinidade média aproximada de 35, ou seja, 35 gramas de sal por mil gramas de água, o que equivale a 3,5%o. A água salobra seria aquela que tem salinidades entre 0,5% e 3,0%. Finalmente, a água doce pode ter uma salinidade entre 0 e 0,5%. É importante destacar que as proporções salinas em diferentes águas podem ser relacionadas a diferentes sais dissolvidos.

Abaixo, está apresentado um quadro da proporção dos diferentes sais presentes na água salgada. Nele, aparecem os íons ( partículas com carga elétrica) de cada substância. É importante observar que os íons de sódio, potássio, cálcio, magnésio, cloro, sulfato e bicarbonato são os maiores contribuintes para a salinidade da água.

Ion na água do mar de 3,5% o de Salinidade
Ion Símbolo Químico Concentração o/oo (partes por mil) Percentual %  
Cloro 
Sódio 
Sulfato 
Magnésio 
Cálcio 
Potássio 
Bicarbonato 
Cl-
Na+
SO4 -2
Mg+2
Ca+2
K+
HCO3-
19.3 
10.6 
2.7 
1.3 
0.4 
0.4 
0.1 

1,93
1,06
0,27
0,13
0,04
0,04
0,01

Bromo
Estrôncio 
Fluor 
Br-
Sr+2
F-
0.066 
0.013 
0.001

0,0066
0,0013
0,0001


É interessante a relação entre a composição da água do mar e o líquido que circula nos organismos vivos. Podemos dizer que o sangue do homem, por exemplo, tem a mesma composição, com algumas particularidades. Daì ser certa a afirmação de que "o mar circula pelas veias do homem".
É claro que, dependendo do habitat em que vivem os seres em um ecossistema amplo como o aquático, seu nível de salinidade é igual, maior ou menor do que o das águas onde vivem.  O pepino do mar, por exemplo, tem o fluido sanguíneo com nível de salinidade igual a 35 0/oo ou 3,5%, igual a água do mar. Quando há esta igualdade, os seres são conhecidos como seres isotônicos. Já o salmãoé um ser hipotônico, pois seu sangue tem salinidade ao redor de 18 0/oo ou 1,8%. Há, ainda os que tem salinidade mais alta que a dos oceanos considerados seres hipertônicos.

Abaixo estão alguns exemplos de diferentes salinidades em partes por mil:

Oceano Atlântico 35,4 o/oo (3,54%)
Oceano Índico 34,8 o/oo (3,48%)
Oceano Pacífico 34,5 o/oo (3,45%)
Mar Mediterrâneo 37,4 o/oo (3,74%)
Mar Negro 18 o/oo ( 1,8%)
Mar Vermelho 40 o/oo ( 4,00%)
Mar Morto 270 o/oo em média (27,0%)
Mar Morto 326,6o/oo a 50 metros de profundidade (32,6%)
Mar de Aral 348o/oo em média. É a salinidade mais alta do mundo (34,8%)
Mar de Aral 388o/oo a 20 metros de profundidade. (38,8%)

Há uma relação estreita entre o grau de salinidade da água e a sua densidade: quanto maior a quantidade de sais na água maior é a sua densidade. Isso significa que um homem bóia mais facilmente no mar do que em uma piscina. Além disso, Os níveis de salinidade variam em determinadas zonas da Terra: Os níveis mais altos apresentam-se próximos de áreas terrestres desérticas ( zonas mais próximas do equador) enquanto que os níveis de menos salinidade situam-se próximos aos pólos.